História do Vinho | Vinhos Scopel - Sabor Único! - Flores da Cunha - RS

Mundo do Vinho

História do Vinho

O cultivo das videiras e a elaboração do vinho datam dos tempos mais remotos. As viníferas tiveram origem na Ásia, mais especificadamente entre a Pérsia e a Armênia, de onde se propagaram para o Egito.

As inscrições encontradas nas tumbas egípcias nos levam a crer que este povo cultivava a uva a cerca de 8 a 10.000 anos atrás.

Do Egito a viticultura propagou-se para o norte da África, Grécia, Itália, França e Espanha.
Por seu poder inebriante, o vinho sempre esteve associado a divindades, ao sobrenatural e envolvido em lendas.

Dos costumes cartagineses e romanos, e citados pela própria Bíblia, o vinho passou a fazer parte da vida do Homem. Devido à natureza seguir seu curso espontâneo, originou-se a fermentação dos frutos, surgindo assim o vinho. Visto como um alimento, uma vez que foi a forma descoberta para conservar a uva, preciosa comida da época, é a bebida mais antiga após a água.

Em 1857 os memoráveis estudos de Paster davam a explicação científica da fermentação alcoólica, do envelhecimento dos vinhos e de suas enfermidades, abrindo uma luz para os primeiros processos enológicos.

O início do cultivo da parreira no Brasil data de 1532, na capitania de São Vicente, introduzido por Martim Afonso de Souza que trouxe as primeiras mudas da Europa. No Rio Grande do Sul data de 1875, com a chegada dos primeiros imigrantes italianos, principalmente na Serra Gaúcha.

Hoje, o vinho continua um sucesso na gastronomia mundial por seu aroma e sabor únicos, e mesmo com os processos de criação tendo evoluído muito, o sabor é praticamente o mesmo desde os tempos mais remotos.